sexta-feira, 26 de março de 2010

Ares de Outono


Dia 20 de março foi o primeiro dia de outono.
Lembrei dessas duas poesias que eu AMO sobre essa estação que eu ADORO!!!

"Quero apenas cinco coisas..
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.
"

Pablo Neruda

"Perdoa-me, folha seca,
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo,
e até do amor me perdi.

De que serviu tecer flores
pelas areias do chão,
se havia gente dormindo
sobre o própro coração?

E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando àqueles
que não se levantarão...

Tu és a folha de outono
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
- a melhor parte de mim.
Certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão.
"

(CANÇÃO DE OUTONO)
Cecília Meireles

Essa do Neruda não é fofa???
Tá a da Cecilia é um pouco tristinha, mas não é lindo ser "folha de outono voante pelo jardim" e receber de alguém a saudade?
Todos somos, já fomos ou seremos.
E negue quem não tem ou já teve uma folha de outono voando por algum outro jardim.
Eu sei que tive...
Algumas pessoas acham o Outono triste.
Eu não acho.
Prestem atenção ao Outono.
Existe coisa mais linda que o pôr-do-sol de Outono?
E as cores? Como a luz de Outono é suave, as cores desabrocham, ganham mais vida.
Pra mim Outono é sinônimo de tranquilidade.
Um convite ao recolhimento, à meditação, ao reencontro, à amizade, ao amor...
Eu gosto especialmente das tardes de Outono.
Verdade que o Outono lembra que somos seres crepusculares, outonais.
Mas porque isso tem de ser ruim?
Que cada sopro da brisa mansa da estação de Outono seja para todos uma celebração ao que somos hoje: VIVOS!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário